terça-feira, outubro 19Notícias Importantes
Shadow

Anvisa

No Senado, governo diz que 2 novas vacinas nacionais estão avançadas

No Senado, governo diz que 2 novas vacinas nacionais estão avançadas

Anvisa, covid, destaques, senado, vacina
Secretário de Pesquisa e Formação Científica do MCTI falou a senadores Mais dois novos imunizantes brasileiros contra a covid-19 estão em fase avançada para pedir autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar testes clínicos no país. A informação é do secretário de Pesquisa e Formação Científica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcelo Morales, que participou de uma audiência pública com os senadores da Comissão Temporária da Covid-19 do Senado, nesta segunda-feira (29). Uma dessas vacinas é um spray nasal. Desenvolvido pelo Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, comandado pelo médico Jorge Kalil Filho. O imunizante não utiliza seringa, nem agulha. “Há uma vantag...
Anvisa nega certificado de boas práticas a fabricante da Covaxin

Anvisa nega certificado de boas práticas a fabricante da Covaxin

Anvisa, Brasil, Covaxin, Covid-19, Índia, Notícias
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou nesta terça-feira, 30, a certificação de boas práticas à empresa indiana de biotecnologia Bharat Biotech, fabricante da Covaxin, vacina contra a covid-19. A obtenção do certificado é um dos requisitos para que um imunizante seja registrado pelo órgão para uso no Brasil. Leia mais: “Covaxin gera alta resposta imunológica contra o novo coronavírus” Empresas como Pfizer, Janssen, Sinovac e AstraZeneca, que desenvolveram outras vacinas contra a covid-19, já obtiveram a certificação de boas práticas da Anvisa. Com a decisão da agência em relação à Bharat Biotech, o cronograma estipulado pelo Ministério da Saúde para o repasse de doses de vacinas aos estados e municípios será prejudicado. Segundo o último documento divulgado pela pas...
Anvisa alega falta de documentos e suspende prazo de análise da Sputnik V

Anvisa alega falta de documentos e suspende prazo de análise da Sputnik V

Anvisa, Brasil, Mundo, Notícias, Rússia, Sputnik V, vacina
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou ontem, sábado 27, a suspensão do prazo de análise de pedido de uso emergencial da vacina contra covid-19 Sputnik V, desenvolvida na Rússia, por falta de apresentação de dados solicitados pela reguladora. O órgão regulador diz que, apesar da suspensão, continua a análise das demais informações entregues pela União Química. Com a decisão, o prazo inicial, de sete dias, é interrompido e só volta a contar com a complementação da documentação pela empresa. Na sexta-feira 26, a União Química, que será responsável por fabricar a Sputnik no Brasil, e o Fundo Soberano da Rússia fizeram novo pedido à Anvisa de uso emergencial. Em janeiro, a agência devolveu uma primeira solicitação de mesmo teor, sob alegação de que não recebeu dados mínim...
Anvisa pede mais dados para testes de vacina financiada pelo governo federal

Anvisa pede mais dados para testes de vacina financiada pelo governo federal

Anvisa, Brasil, Covid-19, Notícias, vacina
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou mais informações a um grupo de pesquisadores de Ribeirão Preto (SP) para analisar o pedido de autorização para testes clínicos em humanos da Versamune®-CoV-2FC, potencial candidata à vacina brasileira, financiada pelo governo federal. As informações são do G1. Segundo Helena Faccioli, CEO da Farmacore, empresa responsável pelo desenvolvimento do imunizante em parceria com a USP, os dados solicitados consistem em resultados de controle de qualidade dos insumos e dos testes pré-clínicos em fase de finalização nos relatórios. “As exigências são exatamente os documentos que estavam programados para ser entregues e nas datas propostas”, informou, em nota. Ontem, sábado 27, a Anvisa comunicou que as exigências não suspendem a análise ...
Anvisa recebe pedido de autorização para estudos da ButanVac

Anvisa recebe pedido de autorização para estudos da ButanVac

Anvisa, Brasil, coronavírus, Notícias, vacina
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu na noite de ontem, sexta-feira 26, pedido para realização de estudos das fases 1 e 2 da vacina ButanVac. A criação do imunizante contra a covid-19 foi anunciada ontem mesmo, de manhã, pelo Instituto Butantan. De acordo com o protocolo da Anvisa, serão analisados a proposta da pesquisa, o número de participantes e os dados de segurança que os cientistas conseguiram nos estudos pré-clínicos, realizados em laboratório e animais. O prazo médio para as primeiras respostas é de 72 horas após o pedido. Após a aprovação da agência reguladora, começam os ensaios clínicos da ButanVac. Leia também: “Butantan admite que ‘vacina 100% brasileira’ usa tecnologia dos EUA”
Pazuello vai comprar vacinas negociadas por governadores do Nordeste

Pazuello vai comprar vacinas negociadas por governadores do Nordeste

Anvisa, Eduardo Pazuello, Ministério da Saúde, Notícias, Política, Sputnik V
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai comprar 37 milhões de doses da vacina russa Sputnik V que estão sendo negociadas pelo consórcio de governadores do Nordeste. Em encontro neste sábado, ficou definido que os imunizantes contra a covid-19 serão incorporados ao Plano Nacional de Imunização. A aquisição é fruto da articulação entre o Consórcio Nordeste e o Fundo Soberano Russo, responsável pela venda do imunizante desenvolvido pelo Instituto Gamaleya. A vacina ainda não foi submetida à Anvisa. Leia mais: “Anvisa: Empresas devem informar semanalmente estoque de oxigênio” Segundo cronograma acordado com a fornecedora russa, os imunizantes serão entregues em lotes, sendo 2 milhões de doses em abril, 5 milhões em maio, 10 milhões em junho e 20 milhões em julho. O SUS ficará responsáv...
Sindicato de motoristas de ‘app’ é autorizado pela Justiça a importar vacinas

Sindicato de motoristas de ‘app’ é autorizado pela Justiça a importar vacinas

Anvisa, coronavírus, Notícias, Política, vacina
O juiz Rolando Valcir Spanholo, da 21ª Vara Federal de Brasília, autorizou na quinta-feira 4 que o sindicato de motoristas de app de Brasília importe vacinas contra o coronavírus por conta própria, sem a necessidade da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Porém, a decisão do magistrado permite a importação apenas de vacinas que já tenham o aval da Anvisa para uso no Brasil e, apesar da dispensa da autorização prévia, o órgão federal deverá fazer a conferência dos produtos quando os imunizantes importados chegarem ao país. O advogado da ação, João Paulo Todde, informou que essa foi a primeira decisão da Justiça nesse sentido e afirmou que entrará com novo processo representando 71 entidades que também desejam realizar a importação de vacinas sem a prévia autorizaç...
Anvisa emite alerta para uso do nome da agência em golpes de estelionato

Anvisa emite alerta para uso do nome da agência em golpes de estelionato

Anvisa, Brasil
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1 A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu nesta segunda-feira (1°) um um alerta à população sobre golpes de estelionato praticados usando o nome da agência reguladora. Denúncias recebidas pela Anvisa apontam que pessoas estão se passando por servidores da instituição para oferecer a empresas “vantagens e facilidades indevidas”. Veja o comunicado da Anvisa: Anvisa alerta a população sobre golpes de estelionato praticados em nome da Agência. Segundo denúncias recebidas, pessoas estão se passando por servidores da instituição, oferecendo a empresas vantagens e facilidades indevidas. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2 O golpe mais recente é praticado por um homem que usa o nome de Leandro e que se identifica como servidor da Anvisa. Por telefon...
Anvisa vai vistoriar fábricas da Covaxin e da Sputnik V em março

Anvisa vai vistoriar fábricas da Covaxin e da Sputnik V em março

Anvisa, Brasil, coronavírus, Covaxin, Notícias, Sputnik V
A Anvisa vai inspecionar no início de março as fábricas de mais duas vacinas contra a covid-19 que são candidatas a serem utilizadas no Brasil: Covaxin e Sputnik V. As indústrias ficam na Índia e em Guarulhos (SP), respectivamente. Nenhum dos imunizantes possui autorização de uso emergencial ou registro definitivo no país. As vistorias fazem parte do processo para que a agência dê sinal verde para o uso dos imunizantes. Se as fábricas estiverem dentro do padrão esperado, receberão o Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF). Leia mais: “Há 5 meses da Olímpiada, Japão aprova 1ª vacina contra a covid-19” A viagens dos técnicos da Anvisa para a Índia deve acontecer entre os dias 1 e 5 de março. A União Química, responsável pela vacina Sputnik V no Brasil, solicitou a certificação...
Associação de funcionários da Anvisa rebate deputado e diz que pressão para encurtar tempo de aprovação de vacina mostra desconhecimento sobre o processo

Associação de funcionários da Anvisa rebate deputado e diz que pressão para encurtar tempo de aprovação de vacina mostra desconhecimento sobre o processo

Anvisa, Notícias, Política, Saúde
A associação dos servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou neste sábado (6) uma nota para manifestar repúdio a declarações de autoridades que, segundo o texto, “parecem desconhecer o histórico de excelência da Agência e a importância das ações executadas ao longo dos seus mais de 20 anos”. A nota também afirma que as pessoas que querem acelerar o processo de registro de vacinas não conhecem o mecanismo de autorização dos medicamentos. Apesar da nota não citar nenhum nome, ela foi redigida como uma resposta a uma declaração do deputado federal Ricardo Barros (Progressistas). Ele deu entrevistas durante a semana em que afirmou que há poucas vacinas já aprovadas. Ao jornal “O Estado de S. Paulo”, Barros afirmou: “Eles não entenderam aind...
× Como posso te ajudar?