quarta-feira, março 3Notícias Importantes
Shadow

Anvisa

Anvisa emite alerta para uso do nome da agência em golpes de estelionato

Anvisa emite alerta para uso do nome da agência em golpes de estelionato

Anvisa, Brasil
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1 A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu nesta segunda-feira (1°) um um alerta à população sobre golpes de estelionato praticados usando o nome da agência reguladora. Denúncias recebidas pela Anvisa apontam que pessoas estão se passando por servidores da instituição para oferecer a empresas “vantagens e facilidades indevidas”. Veja o comunicado da Anvisa: Anvisa alerta a população sobre golpes de estelionato praticados em nome da Agência. Segundo denúncias recebidas, pessoas estão se passando por servidores da instituição, oferecendo a empresas vantagens e facilidades indevidas. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2 O golpe mais recente é praticado por um homem que usa o nome de Leandro e que se identifica como servidor da Anvisa. Por telefon...
Anvisa vai vistoriar fábricas da Covaxin e da Sputnik V em março

Anvisa vai vistoriar fábricas da Covaxin e da Sputnik V em março

Anvisa, Brasil, coronavírus, Covaxin, Notícias, Sputnik V
A Anvisa vai inspecionar no início de março as fábricas de mais duas vacinas contra a covid-19 que são candidatas a serem utilizadas no Brasil: Covaxin e Sputnik V. As indústrias ficam na Índia e em Guarulhos (SP), respectivamente. Nenhum dos imunizantes possui autorização de uso emergencial ou registro definitivo no país. As vistorias fazem parte do processo para que a agência dê sinal verde para o uso dos imunizantes. Se as fábricas estiverem dentro do padrão esperado, receberão o Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF). Leia mais: “Há 5 meses da Olímpiada, Japão aprova 1ª vacina contra a covid-19” A viagens dos técnicos da Anvisa para a Índia deve acontecer entre os dias 1 e 5 de março. A União Química, responsável pela vacina Sputnik V no Brasil, solicitou a certificação...
Associação de funcionários da Anvisa rebate deputado e diz que pressão para encurtar tempo de aprovação de vacina mostra desconhecimento sobre o processo

Associação de funcionários da Anvisa rebate deputado e diz que pressão para encurtar tempo de aprovação de vacina mostra desconhecimento sobre o processo

Anvisa, Notícias, Política, Saúde
A associação dos servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou neste sábado (6) uma nota para manifestar repúdio a declarações de autoridades que, segundo o texto, “parecem desconhecer o histórico de excelência da Agência e a importância das ações executadas ao longo dos seus mais de 20 anos”. A nota também afirma que as pessoas que querem acelerar o processo de registro de vacinas não conhecem o mecanismo de autorização dos medicamentos. Apesar da nota não citar nenhum nome, ela foi redigida como uma resposta a uma declaração do deputado federal Ricardo Barros (Progressistas). Ele deu entrevistas durante a semana em que afirmou que há poucas vacinas já aprovadas. Ao jornal “O Estado de S. Paulo”, Barros afirmou: “Eles não entenderam aind...
Anvisa destaca importância da adesão do Brasil ao acordo Covax

Anvisa destaca importância da adesão do Brasil ao acordo Covax

Anvisa, Notícias, Saúde
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) considerou a adesão do governo brasileiro ao Instrumento de Acesso Global de Vacinas contra a Covid-19 (Covax Facility), aprovada ontem (4) pelo Senado Federal, uma importante estratégia para ampliar o acesso à vacinação contra a doença e, ao mesmo tempo, acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas eficazes e de qualidade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) assegura que as vacinas contra a covid-19 que serão fornecidas por meio do acordo Covax atendem a rigorosos padrões internacionais de qualidade, segurança e eficácia. De acordo com a Anvisa, estão sendo desenvolvidas atualmente mais de 200 vacinas candidatas das quais 56 se encontram no estágio de desenvolvimento clínico e 166 no pré-clínico. Muitas das vacinas candidatas es...
Anvisa ameaça ir ao STF contra brecha para aval de vacina aprovada por Congresso

Anvisa ameaça ir ao STF contra brecha para aval de vacina aprovada por Congresso

Anvisa, Ciência e Tecnologia, STF
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1 O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, viu na noite de quinta-feira, 4, concretizar-se a ameaça do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), de “enquadrar” o órgão. Isso porque o Congresso aprovou alterações em uma medida provisória para determinar que a agência “concederá” o uso emergencial de vacinas aprovadas em outros países, incluindo a Rússia e a Argentina. Na leitura de Barra Torres, que estuda ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra este item, o texto obriga a aprovar as vacinas mesmo sem uma análise da agência brasileira e lança dúvidas sobre a segurança e eficácia dos produtos que entrarem no País por este caminho.“Se isso prosperar, a Anvisa passa a ter papel meramente cartorial, de...
Anvisa busca agilizar a aprovação de vacinas

Anvisa busca agilizar a aprovação de vacinas

Antonio Barra Torres, Anvisa, coronavírus, Jair Bolsonaro, Notícias
Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo A tradicional live semanal estrelada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, não contou com a participação de nenhum ministro na edição desta quinta-feira, 4. Desta vez, a transmissão on-line contou com a presença do diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres. O convidado falou sobre a atuação no enfrentamento à covid-19 no país. Leia mais: “Butantan recebe material para produzir 8,6 milhões de doses da CoronaVac” Logo no início da conversa, Barra Torres afirmou que mudanças de direcionamento e entendimento por parte da agência reguladora podem ocorrer, mas que ele “nunca abrirá mão da segurança” na hora de se analisar projetos de vacinas e medicamentos, por exemplo. Nesse sentido de a...
Anvisa flexibiliza regra para liberar uso emergencial de vacinas no Brasil

Anvisa flexibiliza regra para liberar uso emergencial de vacinas no Brasil

Anvisa, coronavírus, Notícias, Saúde, uso emergencial, vacina
Foto: Divulgação A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizou nesta quarta-feira, 3, os critérios para pedidos de uso emergencial de vacinas no combate à covid-19. Com a alteração, não será mais obrigatório que os testes da fase 3 de imunizantes sejam realizados no Brasil. Segundo o gerente de medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, o estudo de fase 3 deve ser “preferencialmente” conduzido também no país. A decisão pode facilitar a importação de vacinas como a Sputnik V e a da Moderna, que têm estudos de fase 3 com resultados publicados em revistas científicas, mas conduzidos fora do Brasil. Leia também: Sputnik V tem eficácia de 91,6%, apontam resultados preliminares
Aliança Covax enviará de 10 a 14 milhões de doses da vacina de Oxford ao Brasil a partir de fevereiro, diz Ministério da Saúde

Aliança Covax enviará de 10 a 14 milhões de doses da vacina de Oxford ao Brasil a partir de fevereiro, diz Ministério da Saúde

Anvisa, Brasil, Covid-19, Ministério da Saúde, Notícias, Saúde
A aliança Covax, iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) para garantir o acesso equitativo às vacinas contra a Covid-19, deve enviar de 10 a 14 milhões de doses da vacina de Oxford ao Brasil a partir de fevereiro. A informação foi divulgada neste sábado (30) pelo Ministério da Saúde, que disse ter recebido a estimativa em uma carta enviada pelo consórcio internacional. A Covax Facility é uma coalizão de mais de 150 países criada para impulsionar o desenvolvimento e a distribuição das vacinas contra a Covid-19. O Brasil é um dos participantes. LEIA MAIS:  O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, já havia anunciado no último dia 22 que as primeiras doses da Aliança Covax seriam distribuídas a partir do próximo mês – sem detalhar quanto cada país ...
Covid-19: Anvisa recebe pedido de registro definitivo da vacina da Oxford

Covid-19: Anvisa recebe pedido de registro definitivo da vacina da Oxford

Anvisa, coronavírus, Notícias, Saúde, Vacina da Oxford
Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou nesta sexta-feira, 29, que recebeu o pedido de registro definitivo da vacina produzida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica britânica AstraZeneca, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O pedido de registro definitivo é diferente da autorização de uso emergencial, já obtida pelo consórcio. Enquanto, com a última, a imunização pode ser feita apenas em grupos específicos, na permissão definitiva o grupo responsável pelo imunizante pode vacinar qualquer indivíduo e comercializar o produto. A autorização emergencial teve sua análise realizada em cerca de dez dias; já o registro definitivo tem um processo de avaliação mais longo, de até 60 dias. Em comunicado, a agência declaro...
Fiocruz solicita registro definitivo da vacina de Oxford na Anvisa

Fiocruz solicita registro definitivo da vacina de Oxford na Anvisa

Anvisa, destaques, Fiocruz
A Fiocruz tem autorização apenas para o uso emergencial de dois milhões de vacinas prontas importadas do Instituto Serum. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2 A Anvisa confirmou o recebimento do pedido apresentado pela Fiocruz e pela AstraZeneca. “Devido ao estágio das avaliações já realizadas, buscando superar os prazos legais estabelecidos, a Anvisa manterá total prioridade na análise para fins de concluir o processo no menor tempo possível”, afirma a agência. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3 “Anvisa vem avaliando de forma emergencial e com total prioridade as vacinas contra a Covid -19, para tanto, adotou os procedimentos de submissão e análise contínua dos dados e das informações submetidas pela empresa, antes do peticionamento do registro”, completa.
× Como posso te ajudar?