segunda-feira, novembro 29Notícias Importantes
Shadow

Anvisa

Anvisa destaca importância da adesão do Brasil ao acordo Covax

Anvisa destaca importância da adesão do Brasil ao acordo Covax

Anvisa, Notícias, Saúde
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) considerou a adesão do governo brasileiro ao Instrumento de Acesso Global de Vacinas contra a Covid-19 (Covax Facility), aprovada ontem (4) pelo Senado Federal, uma importante estratégia para ampliar o acesso à vacinação contra a doença e, ao mesmo tempo, acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas eficazes e de qualidade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) assegura que as vacinas contra a covid-19 que serão fornecidas por meio do acordo Covax atendem a rigorosos padrões internacionais de qualidade, segurança e eficácia. De acordo com a Anvisa, estão sendo desenvolvidas atualmente mais de 200 vacinas candidatas das quais 56 se encontram no estágio de desenvolvimento clínico e 166 no pré-clínico. Muitas das vacinas candidatas es...
Anvisa ameaça ir ao STF contra brecha para aval de vacina aprovada por Congresso

Anvisa ameaça ir ao STF contra brecha para aval de vacina aprovada por Congresso

Anvisa, Ciência e Tecnologia, STF
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1 O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, viu na noite de quinta-feira, 4, concretizar-se a ameaça do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), de “enquadrar” o órgão. Isso porque o Congresso aprovou alterações em uma medida provisória para determinar que a agência “concederá” o uso emergencial de vacinas aprovadas em outros países, incluindo a Rússia e a Argentina. Na leitura de Barra Torres, que estuda ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra este item, o texto obriga a aprovar as vacinas mesmo sem uma análise da agência brasileira e lança dúvidas sobre a segurança e eficácia dos produtos que entrarem no País por este caminho.“Se isso prosperar, a Anvisa passa a ter papel meramente cartorial, de...
Anvisa busca agilizar a aprovação de vacinas

Anvisa busca agilizar a aprovação de vacinas

Antonio Barra Torres, Anvisa, coronavírus, Jair Bolsonaro, Notícias
Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo A tradicional live semanal estrelada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, não contou com a participação de nenhum ministro na edição desta quinta-feira, 4. Desta vez, a transmissão on-line contou com a presença do diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres. O convidado falou sobre a atuação no enfrentamento à covid-19 no país. Leia mais: “Butantan recebe material para produzir 8,6 milhões de doses da CoronaVac” Logo no início da conversa, Barra Torres afirmou que mudanças de direcionamento e entendimento por parte da agência reguladora podem ocorrer, mas que ele “nunca abrirá mão da segurança” na hora de se analisar projetos de vacinas e medicamentos, por exemplo. Nesse sentido de a...
Anvisa flexibiliza regra para liberar uso emergencial de vacinas no Brasil

Anvisa flexibiliza regra para liberar uso emergencial de vacinas no Brasil

Anvisa, coronavírus, Notícias, Saúde, uso emergencial, vacina
Foto: Divulgação A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizou nesta quarta-feira, 3, os critérios para pedidos de uso emergencial de vacinas no combate à covid-19. Com a alteração, não será mais obrigatório que os testes da fase 3 de imunizantes sejam realizados no Brasil. Segundo o gerente de medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, o estudo de fase 3 deve ser “preferencialmente” conduzido também no país. A decisão pode facilitar a importação de vacinas como a Sputnik V e a da Moderna, que têm estudos de fase 3 com resultados publicados em revistas científicas, mas conduzidos fora do Brasil. Leia também: Sputnik V tem eficácia de 91,6%, apontam resultados preliminares
Aliança Covax enviará de 10 a 14 milhões de doses da vacina de Oxford ao Brasil a partir de fevereiro, diz Ministério da Saúde

Aliança Covax enviará de 10 a 14 milhões de doses da vacina de Oxford ao Brasil a partir de fevereiro, diz Ministério da Saúde

Anvisa, Brasil, Covid-19, Ministério da Saúde, Notícias, Saúde
A aliança Covax, iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) para garantir o acesso equitativo às vacinas contra a Covid-19, deve enviar de 10 a 14 milhões de doses da vacina de Oxford ao Brasil a partir de fevereiro. A informação foi divulgada neste sábado (30) pelo Ministério da Saúde, que disse ter recebido a estimativa em uma carta enviada pelo consórcio internacional. A Covax Facility é uma coalizão de mais de 150 países criada para impulsionar o desenvolvimento e a distribuição das vacinas contra a Covid-19. O Brasil é um dos participantes. LEIA MAIS:  O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, já havia anunciado no último dia 22 que as primeiras doses da Aliança Covax seriam distribuídas a partir do próximo mês – sem detalhar quanto cada país ...
Covid-19: Anvisa recebe pedido de registro definitivo da vacina da Oxford

Covid-19: Anvisa recebe pedido de registro definitivo da vacina da Oxford

Anvisa, coronavírus, Notícias, Saúde, Vacina da Oxford
Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou nesta sexta-feira, 29, que recebeu o pedido de registro definitivo da vacina produzida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica britânica AstraZeneca, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O pedido de registro definitivo é diferente da autorização de uso emergencial, já obtida pelo consórcio. Enquanto, com a última, a imunização pode ser feita apenas em grupos específicos, na permissão definitiva o grupo responsável pelo imunizante pode vacinar qualquer indivíduo e comercializar o produto. A autorização emergencial teve sua análise realizada em cerca de dez dias; já o registro definitivo tem um processo de avaliação mais longo, de até 60 dias. Em comunicado, a agência declaro...
Fiocruz solicita registro definitivo da vacina de Oxford na Anvisa

Fiocruz solicita registro definitivo da vacina de Oxford na Anvisa

Anvisa, destaques, Fiocruz
A Fiocruz tem autorização apenas para o uso emergencial de dois milhões de vacinas prontas importadas do Instituto Serum. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2 A Anvisa confirmou o recebimento do pedido apresentado pela Fiocruz e pela AstraZeneca. “Devido ao estágio das avaliações já realizadas, buscando superar os prazos legais estabelecidos, a Anvisa manterá total prioridade na análise para fins de concluir o processo no menor tempo possível”, afirma a agência. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3 “Anvisa vem avaliando de forma emergencial e com total prioridade as vacinas contra a Covid -19, para tanto, adotou os procedimentos de submissão e análise contínua dos dados e das informações submetidas pela empresa, antes do peticionamento do registro”, completa.
Butantã pede autorização da Anvisa para a produção de mais 4,8 milhões de doses de Coronavac

Butantã pede autorização da Anvisa para a produção de mais 4,8 milhões de doses de Coronavac

Anvisa, CoronaVac, Instituto Butantan, Notícias, Saúde
O Instituto Butantan pediu na manhã desta segunda-feira (18/1) à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) outra autorização para uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da Coronavac, produzidas no país. No domingo (17/1), a vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac recebeu o aval da agência para aplicação de 6 milhões de doses importadas. O anúncio foi feito pelo governador João Doria. “Estamos seguros de que a análise será feita com mesma agilidade”, disse. Segundo o presidente do Butantan, Dimas Covas, os documentos são semelhantes aos que foram entregues no início do mês para autorização as doses importadas. “Isso é uma facilidade que a Anvisa terá agora para expedir rapidamente essa autorização”, declarou ele, nesta segunda, em coletiva de imprensa. Leia tamb...
Bolsonaro: ‘Vacina é do Brasil, não é de nenhum governador’

Bolsonaro: ‘Vacina é do Brasil, não é de nenhum governador’

Anvisa, Jair Bolsonaro, João Doria, Notícias, Política
Presidente fez referência ao governador de São Paulo, que contrariou o Ministério da Saúde e iniciou a vacinação antes dos outros Estados Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Alan Santos/PR Após a Anvisa liberar o uso emergencial de imunizantes contra a covid-19, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 18, que a vacina é “do Brasil, não é de nenhum governador”. Bolsonaro fez referência ao governador de São Paulo, João Doria, que contrariou o Ministério da Saúde e iniciou a vacinação no domingo 17, antes de todos os outros Estados. Leia mais: “Doria passou à frente de todos os prefeitos e governadores, critica Lira” “Está liberada a aplicação no Brasil. E a vacina é do Brasil, não é de nenhum governador”, disse o presidente a apoiadores na saída do Palácio da Al...
Covid-19: enfermeira de SP é a 1ª a ser vacinada no Brasil

Covid-19: enfermeira de SP é a 1ª a ser vacinada no Brasil

Anvisa, CoronaVac, Covid-19, Destaque, Enfermeira, Notícias, São Paulo
Mônica Calazans, de 54 anos, trabalha na UTI do Instituto Emílio Ribas A enfermeira Mônica Calazans recebe a primeira dose da CoronaVac | Foto: Reprodução/CNN Brasil Uma enfermeira de 54 anos que atua na Unidade de Terapia de Intensiva (UTI) do Instituto Emílio Ribas, na capital paulista, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a covid-19 no Brasil. Mônica Calazans recebeu a primeira dose da CoronaVac por volta das 15h30 deste domingo, 17, em evento organizado pelo governo paulista nas dependências do Hospital das Clínicas. Leia mais: “Covid-19: Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik V” A aplicação em Mônica ocorreu em questão de minutos após a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar por unanimidade o uso emergencial da CoronaVac. Diretor-pr...
× Como posso te ajudar?