sexta-feira, junho 14Notícias Importantes
Shadow

Juíza manda prender manifestantes que protestavam em frente a casa de Moraes

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Justiça decretou nesta quarta-feira (25) a prisão preventiva de Antonio Carlos Bronzeri e Jurandir Pereira Alencar.  A ordem partiu da juíza federal,Barbara de Lima Iseppi.

Na ação os dois homens são acusados de ‘ameaçar’ , em maio deste ano, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A prisão preventiva veio após eles violarem a ordem de prisão domiciliar, que foi decretada em julho. Desde então, os acusados nunca foram encontrados em seus endereços para serem notificado.

“Há diversas ocorrências que caracterizam o risco à ordem pública, sendo que o modus operandi dos acusados, apesar de não demonstrar periculosidade, expressa direta desconsideração à determinação judicial imposta. O descumprimento expresso e reiterado de medidas cautelares diversas à prisão fixadas judicialmente revelam a ineficiência de medidas alternativas ao encarceramento para fazer cessar a atividade delitiva, evitar reiteração e assegurar a ordem pública”, declarou a juíza no novo decreto de prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Relembre o caso

Em maio deste ano, Antonio e Jurandir tiveram suas prisões decretas em flagrante em frente à casa de Moraes, após convocarem através das redes sociais um protesto quando o ministro estava na residência, que fica localizada em São Paulo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os protestantes fizeram críticas e xingamentos ao ministro, usando frases como: “advogado do PCC”, “ladrão”, “corrupto”, “covarde”, “canalha”, “safado”, “veado” e “maricas”.

Na ação ambos estão respondendo pelos crimes de difamação, injúria e ameaça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?