sábado, maio 25Notícias Importantes
Shadow

Após se tornar alvo da Polícia, Ciro acusa Bolsonaro de “tentativa de intimidação”

Por meio das redes sociais, o ex-ministro do Governo Lula, Ciro Gomes (PDT), acusou o presidente da República, Jair Bolsonaro, de “tentativa de intimidação”.

Ciro Gomes se tornou alvo de investigação da Polícia Federal (PF) por suposto crime contra a honra do presidente. A abertura do inquérito foi autorizado pelo próprio Jair Bolsonaro.

Relacionado: Ciro Gomes vira alvo da Polícia Federal após falas sobre Bolsonaro

No decorrer de uma entrevista no final do ano passado, concedida a uma rádio cearense, o ex-ministro disparou uma série de ofensas pesadas contra o presidente. Ele chegou a afirmar que o chefe do Poder Executivo Federal era “ladrão”.

Você pode se interessar: Ministro do STF retruca o presidente: “Não sei o que deu na cabeça do Bolsonaro”

Nesta sexta-feira (19), durante entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, Ciro chegou a ironizar o caso. “Fui informado da abertura desse inquérito há cerca de dez dias. Estou pouco me ligando” — disse. No entanto, pelas redes sociais, ele mudou de postura e acusou o presidente de tentativa de intimidação.

“Particularmente não ligo para esse ato contra mim, mas considero grave a tentativa de Bolsonaro de intimidar opositores e adversários. Entendo que é um ato de desespero de quem vê sua imagem se deteriorar todos os dias pela gestão criminosa do Brasil na pandemia” — escreveu Ciro.

Conhecido por sua “língua afiada”, o ex-ministro responde em torno de 74 processos por 244 acusações e xingamentos.

Fonte: Pleno News

× Como posso te ajudar?