quarta-feira, outubro 21Notícias Importantes
Shadow

Covid-19: média móvel volta a ficar acima de 500 – O Globo

RIO — O Brasil alcançou o marco de 153 mil vidas perdidas para a Covid-19, mostra o boletim das 20h do consórcio de veículos de imprensa. Nesta sexta-feira, o país registrou 716 mortes, elevando para 153.229 os óbitos em causados pelo novo coronavírus. Foram contabilizados 30.574 novos casos da doença nas últimas 24 horas, elevando para 5.201.570 o número de infectados. 

Estudo: Covid-19 criou “tempestade perfeita” para impacto de doenças crônicas na saúde global

Já a média móvel de mortes foi de 505, voltando a ficar acima de 500 após três dias. A “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número de mortes do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o “ruído” causado pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão.

Há três estados com tendência de alta nas médias móveis de morte no país: Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte. O Distrito Federal e cinco estados estão em estabilidade: Alagoas, Maranhão, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Sergipe.

Há 18 estados em queda: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

O consórcio de veículos de imprensa é formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo e reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até às 20h.

ConsulteVeja aqui como está a situação do coronavírus no seu estado

A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

A pasta divulgou, no início desta noite, seu balanço que contabiliza 754 mortes por Covid-19, das quais 438 ocorreram nos últimos três dias. Sendo assim, o total de vidas perdidas para o novo coronavírus é de 153.214. Foram registrados 30.914 novos casos, elevando para 5.200.300 os infectados no país pelo Sars-CoV-2.

Doria diz que vacinação contra Covid em São Paulo será obrigatória

O governo de São Paulo informou, nesta sexta-feira, que a vacina contra o novo coronavírus será obrigatória no estado, com exceção das pessoas que apresentarem alguma contraindicação médica. Segundo o governador, João Doria, serão adotadas “medidas legais” se houver contrariedade.

— Eu posso garantir que aqui os 45 milhões de brasileiros serão vacinados. Em São Paulo, a vacinação será obrigatória, exceto se o cidadão tiver uma orientação ou atestado médico de que não possa tomar a vacina. Adotaremos medidas legais se houver alguma contrariedade nesse sentido. Não é possível em uma pandemia vacinar alguns e não vacinar outros. Enquanto tivermos pessoas não vacinadas em larga escala, teremos a presença do vírus — ressaltou o governador.

Leia mais:Pfizer solicitará autorização para vacina contra covid-19 apenas em novembro

Ainda durante a coletiva, Doria afirmou que os testes finais da fase 3 da CoronaVac com 13 mil voluntários em sete estados brasileiros terminam neste fim de semana. Até então, não foram apresentados efeitos adversos significativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *