quarta-feira, setembro 30Notícias Importantes
Shadow

Universidade de Oxford diz doença em voluntário pode não ter sido reação à vacina

A reação adversa que levou à suspensão dos testes globais da vacina de Oxford contra a Covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, e a empresa farmacêutica sueca AstraZeneca, pode não estar associada ao imunizante, de acordo com um documento que descreve as informações da participante divulgado pela Universidade de Oxford nesta quarta-feira (16). A informação é da Agência Reuters.

“Após uma revisão independente, essas doenças foram consideradas improváveis de estarem associadas à vacina ou não há evidências suficientes para afirmar, com certeza, se essas doenças estavam ou não relacionadas à vacina. Em cada um desses casos, após considerar as informações, os revisores independentes recomendaram que as vacinações devem continuar. O monitoramento dos indivíduos afetados e de outros participantes terá continuidade”, informa o documento publicado pela Universidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *