sexta-feira, setembro 24Notícias Importantes
Shadow

STJ abre inquérito para apurar mensagens da Lava Jato

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) abriu inquérito para apurar ameaças contra integrantes da Corte a partir de supostas mensagens trocadas entre autoridades envolvidas na Operação Lava Jato — e que foram vítimas de crime cibernético. A decisão sobre a investigação foi divulgada na noite da última sexta-feira, 19, pelo presidente do STJ, ministro Humberto Martins.

Leia mais: “Em livro, Alexandre de Moraes defende ‘inviolabilidade parlamentar’”

Em nota, o STJ afirmou que o objetivo do inquérito recém-instalado vai além de saber se procuradores da Lava Jato usaram aplicativo de mensagens para ameaçar ministros. De acordo com a Corte, o intuito será descobrir se magistrados foram investigados irregularmente e se houve tentativa de “violação da independência jurisdicional” por parte de membros do Ministério Público Federal. Para isso, o tribunal citou o material divulgado na imprensa pelos hackers que se tornaram alvo da Operação Spoofing.

O inquérito a respeito do teor de supostas mensagens trocadas entre autoridades da Lava Jato seguirá em sigilo. Dessa forma, o STJ não informou quem passa a ser alvo do inquérito.

STF como exemplo

Como órgão do Poder Judiciário, o STJ informou ter tomado a decisão de ele próprio abrir inquérito com base em precedente vindo da Suprema Corte do país. Ainda em 2020, o STF decidiu instaurar o chamado inquérito das fake news.

Leia também: “O STF pode tudo?”, matéria de capa da edição 48 da Revista Oeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?