terça-feira, outubro 19Notícias Importantes
Shadow

Polícia prende homem acusado de estuprar adolescente após culto


Um adolescente de 13 anos foi vítima de um estupro na volta para casa após sair de um culto na igreja. A Polícia prendeu um homem de 37 anos como suspeito pelo crime.

O caso foi registrado na cidade de São João da Varjota (PI), município localizado a 284 quilômetros de Teresina, capital do estado, no dia 11 de setembro.

O adolescente se dirigia à casa de sua família após participar de um culto e foi abordado pelo homem, que aparentava sinais de embriaguez, próximo a um ginásio da cidade.

De acordo com o relato do garoto, o homem o questionou se ele gostaria de fazer relações sexuais com ele, antes de obriga-lo. O caso foi descoberto porque o adolescente relatou aos pais o que havia acontecido, acrescentando que o mesmo abuso já havia acontecido anteriormente, ainda neste ano.

“A vítima recusou e o suspeito a forçou, cometendo o ato. No dia seguinte, ele contou para os pais. O short do garoto, inclusive, estava sujo de sangue”, disse o delegado Juarez Paiva, responsável pela investigação do caso, segundo informações do G1.

Os pais do garoto procuraram o Conselho Tutelar e comunicaram o crime. O órgão, então, repassou a denúncia à Polícia Civil, que registrou o boletim de ocorrência. A vítima passou por exames de corpo de delito, que comprovaram o estupro.

“Nós ouvimos testemunhas e, após o recolhimento de provas, solicitamos a prisão preventiva dele. O mandado foi cumprido nesta quinta-feira. Ele foi encontrado na residência onde vive com os pais e a irmã”, resumiu Paiva.

Após a detenção, o acusado foi encaminhado para a Penitenciária Regional de Oeiras. A Polícia verificou que, em sua ficha, o homem já foi processado anteriormente sob acusações de cometer o mesmo crime com outras vítimas.

A previsão do Código Penal para estupro de vulnerável – nos casos em que a vítima é menor de 14 anos de idade – é de cadeia, entre 8 e 15 anos. O sexo com pessoas abaixo dessa idade é presumido como estupro pela lei, independentemente do consentimento da criança ou do adolescente para o ato sexual ou conduta libidinosa.





Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?