domingo, setembro 25Notícias Importantes
Shadow

PEC Emergencial é a maior reforma fiscal em 22 anos, comemora Ministério da Economia

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

Em nota divulgada na sexta-feira (12), O Ministério da Economia comemorou a aprovação da PEC Emergencial e disse que a proposta representa a mais importante reforma fiscal em 22 anos.

De acordo com o Ministério de Paulo Guedes, são as maiores mudanças na administração do orçamento desde a Lei de Responsabilidade Fiscal de 1999. A pasta afirmou que as medidas de corte de gastos obrigatórios exigidas como compensação para a recriação do auxílio emergencial estabelecem o compromisso com o equilíbrio das contas públicas e devem se traduzir em mais investimentos e emprego no futuro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

“Com responsabilidade fiscal e social, o Brasil atrairá investimentos que impactam diretamente na geração de emprego e renda das famílias”, destaca o texto.

A proposta foi aprovada em segundo turno na Câmara dos Deputados na quinta-feira (11) e será promulgada pelo Congresso na próxima segunda-feira (15).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

A PEC impõe medidas de contenção fiscal para compensar o aumento de despesas, como dispositivos a serem acionados quando a despesa obrigatória do poder público ultrapassar 95% da despesa primária total. Esses “gatilhos” serão permanentes, e não restritos à pandemia.

A proposta permite que o auxílio seja financiado com créditos extraordinários, que não são limitados pelo teto de gastos, mas restringe o benefício a um custo total de R$ 44 bilhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?