sexta-feira, dezembro 4Notícias Importantes
Shadow

Papa promove crítico de Trump a cardeal da Igreja Católica

Arcebispo norte-americano Wilton Gregory é nomeado por Francisco para nova função

wilton gregory - cardeal da igreja católica - papa francisco - crítico de trump

O arcebispo Wilton Gregory, que entrará para o núcleo de cardeais da Igreja Católica | Foto: Reprodução/Twitter/Arquidiocese de Atlanta

Movimentação na Igreja Católica. Neste domingo, 25, o papa Francisco anunciou que a instituição contará com 13 novos cardeais. Na lista de escolhidos está o hoje arcebispo de Washington D.C. (capital dos Estados Unidos), Wilton Gregory. Trata-se de religioso critico ao presidente Donald Trump.

Leia mais: “Francisco pede a socialista que ‘construa a pátria com todos’”

Aos 72 anos, Gregory ganhou espaço na imprensa norte-americana nos últimos tempos. Ele tem se colocado a favor de movimentos como o Black Lives Matter, por exemplo. Em maio, após a morte de George Floyd, ele pediu “mais diálogo” às autoridades locais para conter protestos de cunho racial no país, informa a agência de notícias Reuters.

Em junho, foi a vez do agora cardeal da Igreja Católica direcionar críticas a Trump. Ele definiu como “desconcertante e repreensível” a ida de Trump, acompanhado de assessores, a uma paróquia aos arredores da Casa Branca. Na ocasião, o presidente dos Estados Unidos tirou fotos no local — o que irritou o religioso.

Outros cardeais

Além de Wilton Gregory, o papa Francisco anunciou mais 12 cardeais. Desses, nove tem menos de 80 anos, idade máxima para ser elegível em eventual conclave, cerimônia pela qual é conhecida a votação que define o líder máximo da Igreja Católica — algo que só ocorre diante de morte ou renúncia do papa. Nenhum brasileiro aparece na lista de novos cardeais.

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *