sábado, maio 18Notícias Importantes
Shadow

OEA não reconhece eleições na Venezuela

Antes, a União Europeia já havia rechaçado o resultado do pleito, assim como outros 50 países

Nicolás Maduro disse que sairia do poder, caso oposição vencesse eleições parlamentares | Foto: Flickr

A Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou uma resolução nesta quarta-feira, 9, na qual não reconhece o resultado das eleições parlamentares na Venezuela e acusa Nicolás Maduro de estar consolidando uma ditadura no país por meio de seu “regime ilegítimo”.

O texto determina que a organização deve “rechaçar as eleições fraudulentas realizadas pela Venezuela em 6 de dezembro de 2020 e não reconhecer os resultados, por não terem sido livres, nem feitas em conformidade com as condições estabelecidas no direito internacional”.

O projeto de resolução obteve 21 votos a favor, três a mais do que os necessários para ser aprovado. Bolívia e México votaram contra, e houve cinco abstenções e seis países ausentes.

Leia também: “Maduro culpa ‘sanções criminais’ por covid-19 na Venezuela”

Antes da OEA, a União Europeia já havia rechaçado o resultado do pleito, assim como outros 50 países. Do outro lado, Cuba e Rússia parabenizaram o chavismo pela vitória nas eleições.

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?