quinta-feira, dezembro 3Notícias Importantes
Shadow

Guedes confirma: auxílio emergencial não será estendido para 2021

A ajuda do governo foi criada para mitigar os efeitos econômicos da pandemia sobre os trabalhadores autônomos e desempregados

Ministro da Economia, Paulo Guedes | Foto: Alan Santos/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o auxílio emergencial não será estendido para 2021. A fala aconteceu na sexta-feira, 16, durante um encontro virtual promovido por uma corretora de investimentos. Ele também confirmou que a economia do país está se recuperando e que o teto de gastos será respeitado.

Leia também: Alesp: entenda o que muda com a aprovação do PL 529

“Não há qualquer plano para estender o auxílio”, afirmou Guedes. “Essa não é a nossa intenção, não é o que o presidente disse. Não é o que o ministro da Economia quer. A doença está diminuindo e, à medida que diminui, o Brasil está em recuperação em ‘V’. Nós devemos ter responsabilidade quanto ao orçamento e devemos mostrar que somos responsáveis, fortes e resilientes o suficiente para pagar pela nossa guerra, em vez de rolar para nossas crianças no futuro”.

A ajuda do governo foi criada para mitigar os efeitos econômicos da pandemia sobre os trabalhadores autônomos e desempregados. Prevista para distribuir três parcelas mensais de R$ 600 entre abril e junho, ela foi estendida para outros seis pagamentos: dois do mesmo valor, em julho e agosto, e quatro de R$ 300, em setembro, outubro, novembro e dezembro.

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *