segunda-feira, janeiro 18Notícias Importantes
Shadow

Estudo Bíblico Indutivo Não é Apenas Para Adultos

“Como você lê a Bíblia com seus filhos?”

Como mãe, tive essa conversa muitas vezes com outros pais cristãos. Todos nós queremos ler a Bíblia com nossos filhos de uma maneira transformadora e significativa, que aumente seu conhecimento de Deus e também os prepare para se engajarem com as Escrituras à medida que crescem.

Para a maioria de nós, isto é desafiador. Além dos obstáculos de agendas caóticas, de idades diferentes das crianças e da oposição espiritual, um obstáculo comum que as famílias enfrentam é simplesmente não saber por onde começar.

Somos uma geração rica em recursos, com uma grande quantidade de materiais focados na família e teologicamente corretos. Mas embora estes materiais suplementares sejam valiosos, muitos pais e cuidadores ainda se sentem inadequados quando se trata de simplesmente abrir as páginas das Escrituras com seus filhos.

Com nossos próprios filhos, meu marido e eu temos utilizado uma ferramenta simples de estudo da Bíblia: observar, interpretar e aplicar o texto. Este método indutivo já é amplamente confiável e familiar na igreja hoje. Em nossa família, ele provê uma moldura básica o suficiente para que nossos filhos mais novos captem, e ainda é capaz de crescer com eles, até mesmo na idade adulta.

Ao tornar este método acessível às crianças, moldando-o de acordo com a idade e diferentes estilos de aprendizagem, os pais têm um ponto de partida para ensinar seus filhos a pensar, questionar, engajar e entender a Palavra de Deus.

Começamos lendo uma parte da Bíblia que é facilmente digerível para corações e mentes jovens. Depois damos seguimento com três séries de perguntas para discussão. Para cada série, usamos um movimento com as mãos para gravar o conceito nas memórias de nossos filhos e para tornar o tempo de estudo da Bíblia divertido.

Primeiro Passo: Observação

Pergunta: O que você vê?

Movimento com as mãos: as crianças fazem pequenos binóculos ao redor dos olhos, como se estivessem aproximando o foco para examinar o texto.

Esta primeira série de perguntas é essencial para estabelecer uma base para o resto do tempo em que você estudará o texto com seus filhos. Estas são as perguntas preto no branco quem, o quê, onde e quando.

Por exemplo, você pode perguntar: Quem está falando? O que aconteceu antes desta passagem? Onde isso se encaixa em toda a história da Bíblia? As respostas aqui são bastante diretas — uma ótima oportunidade para incluir crianças muito pequenas na conversa. As perguntas de observação ajudam as crianças a aprenderem como desacelerar e perceber o contexto e os detalhes da passagem antes de tirar conclusões precipitadas.

Segundo Passo: Interpretação

Pergunta: O que isso significa?

Movimento com as mãos: as crianças suspendem os ombros, e abrem as mãos em movimento de cada lado.

Aqui seus filhos são encorajados a perguntar: “Por quê?” As observações feitas no primeiro passo naturalmente abrem o caminho para um questionamento exploratório mais aprofundado. As perguntas de interpretação atraem suas mentes e habilidades de pensamento crítico conforme lêem e estudam com você. Você pode perguntar: “Há alguma palavra que você não entende?” ou “O que você acha que ____ significa?” De acordo com uma abordagem centralizada no evangelho, você pode concluir: “Estes versículos nos dizem algo sobre quem é Deus o Pai (ou Jesus ou o Espírito Santo) ou o que ele fez pelo mundo?”

À medida que as crianças se desenvolvem e amadurecem com o tempo, elas aprendem a fazer suas próprias perguntas de interpretação provocativas, o que as ajuda a tornarem-se estudantes cuidadosos da Palavra.

Terceiro Passo: Aplicação

Pergunta: Como eu posso mudar?

Movimento com as mãos: as crianças colocam a mão sobre o coração, indicando o conhecimento da cabeça que leva à mudança do coração.

Quando lemos as Escrituras com nossos filhos, desejamos que eles se tornem não apenas ouvintes da palavra, mas também praticantes (Tiago 1.22-25). Neste último passo, estamos ajudando as crianças a tomarem as verdades descobertas durante a observação e interpretação do texto, e as aplicarem às suas vidas presentes.

As respostas para essa pergunta serão diferentes para cada criança. A resposta de uma criança de 4 anos será diferente da de uma pré-adolescente. Para algumas crianças, pode ser um desafio colocar em palavras uma resposta para a pergunta: “Como posso mudar?” Como pais, podemos servir de modelo e promover este passo, compartilhando abertamente como o evangelho transformou nossa própria vida. Então, podemos perguntar: “Existe algo em seu coração, ou atitude, ou em um relacionamento que precisa mudar?” E também: “Há algo sobre o que podemos orar juntos?”

Fruto Para Toda a Vida

Independentemente do método, como pais e responsáveis encarregados de discípular os que estão sob nossos cuidados, devemos nos comprometer com um tempo periódico de dedicação às Escrituras com eles. Ao fazermos isto, estamos convidando-os para a aventura de buscar a Deus através da Sua Palavra.

Se o Senhor desejar, e com o tempo, eles se tornarão mais familiarizados com a Bíblia e virão a acreditar que ela é acessível, confiável, verdadeira e boa. De mãos dadas com nossos filhos, podemos amadurecer em uma compreensão mais profunda de Cristo, nos tornarmos cada vez mais transformados à Sua semelhança e testificarmos sobre o amor de Deus para o mundo.

Traduzido por Ana Heloysa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *