quarta-feira, maio 22Notícias Importantes
Shadow

Enquanto Daniel Silveira está preso, jornalista que pediu o assassinato de Bolsonaro segue livre

O programa Pingo Nos Is, da Jovem Pan, relembrou neste sábado (27) que o youtuber Vinicius Guerreiro, que fez graves ameaças à vida da família Bolsonaro, segue livre.

Nas redes sociais, em meados de 2019, Vinicius publicou um vídeo falando textualmente em assassinar o presidente da República e seus filhos envolvidos no mundo político.

“Pede armamento para Venezuela. Vamos começar a guerra, velho. É isso que tem que acontecer. Não tem mais condição de aceitamos um bosta como o Bolsonaro no poder. Esse cara tem que ser assassinado — ele e família, menos a filha que não é política. Os políticos da família Bolsonaro para resumir, os quatro — os três filhos bosta e o próprio pai. Eles têm que morrer. Acabou, velho! Olha o que eu tô falando. É crime falar o que eu estou falando? É! Me prende! Você tem que morrer, Bolsonaro! Você é um câncer na sociedade. Você é um lixo” — declarou o youtuber, que se apresenta nas redes sociais como sendo jornalista.

Posteriormente, o youtuber apagou o vídeo de seu canal e pediu desculpas, porém, a publicação segue ativa nas redes sociais.

Na época, por iniciativa do então ministro da Justiça, Sérgio Moro, Vinicius Guerreiro se tornou alvo de investigação da Polícia Federal (PF). Não obstante, apesar das graves ameaças ao chefe máximo da nação, ele continua solto.

Há menos de duas semanas, Daniel Silveira, deputado federal pelo Rio de Janeiro, foi preso após publicar um vídeo contendo ofensas pesadas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A prisão do parlamentar, que detém prerrogativa de foro privilegiado, ocorreu apenas um dia após postagem.

Confira:

[embedded content]

× Como posso te ajudar?