quarta-feira, maio 22Notícias Importantes
Shadow

Depois de dizer que não era ‘hora de festa’, governador comemora aniversário em condomínio no RJ

Dois dias depois de pedir à população do Rio que não fizesse festas nem promovesse aglomerações no “megaferiado” que começou na sexta-feira 26 e se estenderá até o domingo de Páscoa, o governador do Estado, Cláudio Castro (PSC), comemorou o aniversário de 42 anos em grande estilo. Segundo o colunista O Globo Ancelmo Gois, Castro reuniu familiares e amigos em uma celebração realizada no domingo 28 em um condomínio no distrito de Itaipava, em Petrópolis (RJ), região serrana do Rio.

Um decreto da prefeitura de Petrópolis proíbe aglomerações durante a vigência do megaferiado no Estado, até o dia 4 de abril. O texto veda “qualquer tipo de aglomeração, seja em área pública ou privada”.

Leia mais: “Eduardo Paes anuncia auxílio emergencial para 900 mil pessoas no Rio”

Na sexta-feira 26, Castro disse que os cariocas deveriam passar o feriadão “em casa”. “Não é hora de fazermos festa. Tem muita gente morrendo, muita gente na fila de um hospital. Esse é um feriado pra nós ficarmos em casa”, disse o governador. E afirmou ainda: “Eu queria pedir muito à nossa população que evite aglomeração. Repito e vou repetir quantas vezes precisar: é hora de nós ficarmos reclusos, sim”.

Leia mais: “Alerj aprova ‘megaferiado’ de dez dias no RJ e dá autonomia a municípios”

A reportagem da TV Globo esteve no local da festa de aniversário do governador e entrevistou uma funcionária que trabalhou na cerimônia e um dos convidados. A mulher contou que o evento estava “muito cheio”, e o homem falou que “todo mundo estava sem máscara”. “Minha mulher falou que ‘tudo’ bêbado, ‘tudo’ sem máscara, bebendo. Tá nem aí”, disse à emissora.

O governo do Estado do Rio, por meio de sua assessoria de imprensa, diz que o governador almoçou com a família e negou qualquer aglomeração ou festa com amigos de Castro. Ainda segundo a nota, os carros estacionados em frente à casa eram de familiares e da escolta do governador.

Leia também: “Caos absoluto na gestão”, reportagem publicada na Edição 52 da Revista Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?