sábado, junho 19Notícias Importantes
Shadow

De forma truculenta, sorveteiro é preso pela Polícia após tentar trabalhar durante medidas restritivas

Na cidade de São Lourenço do Sul, no Rio Grande do Sul, um sorveteiro chamado Leonardo Saches foi preso, de forma forma truculenta, pela polícia civil após tentar trabalhar. O Estado gaúcho se encontra com severas medidas de restrição imposta pelo governador Eduardo Leite, que ordenou o fechamento do comércio considerado não “essencial”: bares, restaurantes, lojas e outros tipos de atividades.

O momento da prisão do empresário brasileiro foi filmado e acabou se tornando viral nas redes sociais, sendo compartilhado por pessoas como Luciano Hang, dono da Havan, e Bia Kicis, deputada federal pelo DF.

Nas imagens, Leonardo é jogado no chão, de forma violenta, algemado e colocado no camburão, como se fosse um criminoso. Enquanto um de seus funcionários gravava a situação, os agentes tentaram tapar a sua boca para que ele não falasse. “Estou sendo preso por tentar trabalhar” — diz Leonardo.

Nas redes sociais, o empresário compartilhou um desabafo sobre o ocorrido. Ele relatou que está abalado psicologicamente, pois sente que foi tratado como bandido pelos agentes da Polícia. De acordo com ele, o único motivo por ter tentado trabalhar são as contas que precisa pagar.

Completou:

“Amanhã tenho cinco boletos para pagar (fornecedores), num total de R$ 8.944, 75 gostaria de saber se o Governo Estadual vai pagá-los para mim, assim como todas as outras despesas da loja, que somam cerca de R$ 15.000,00 mensal” — desabafou o empresário.

× Como posso te ajudar?