segunda-feira, junho 27Notícias Importantes
Shadow

Dallagnol: fui censurado por ter defendido a causa anticorrupção

Ex-coordenador da Força Tarefa da Lava Jato em Curitiba disse esperar que a decisão do CNMP seja revertiva

Dallagnol

Ex-coordenador da força tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol | Foto: Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Após ser punido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), o ex-coordenador da Lava Jato do Paraná, Deltan Dallagnol, afimou nesta terça-feira, 8, que foi censurado por ter defendido a causa anticorrupção.

O procurador disse que discorda da decisão e espera que ela seja revertida no Supremo Tribunal Federal.

LEIA MAIS: “Quem vai mandar na Lava Jato?”, reportagem de capa da edição desta semana da Revista Oeste

Ele destacou que as sua atuação contra a corrupção é feita de modo “proativo, aguerrido e apartidário”.

O CNMP puniu Dallagnol com censura por interferência na votação para a presidência do Senado em 2019.

A representação foi apresentada pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), que acusou Dallagnol de ter influenciado, pelas redes sociais, a eleição para a presidência do Senado em 2019.

Na prática, a penalidade de censura é a segunda mais grave aplicada pelo conselho. Ela atrasa a progressão na carreira e serve de agravante em outros processos.

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?