segunda-feira, janeiro 18Notícias Importantes
Shadow

Cristãos perseguidos em Camarões agradecem auxílio emergencial

Os projetos direcionados aos cristãos que enfrentam dupla vulnerabilidade – perseguidos por serem cristãos e a crise da Covid-19 – chegaram aos camaroneses

Houve momentos felizes em várias aldeias no norte de Camarões recentemente, quando um grupo de viúvas e pastores receberam comida e outras ajudas dos parceiros da Portas Abertas. Seus meios de subsistência foram afetados por restrições econômicas para conter a disseminação da Covid-19.

Martha, uma viúva, é uma das beneficiárias da ajuda humanitária da Missão Portas Abertas. Seu marido foi assassinado por militantes do Boko Haram em 2014. Desde então, a mulher de 42 anos cuida de seus 6 filhos e 3 enteados. Infelizmente, embora o costume dite que as famílias cuidem de suas viúvas, Marie não recebeu esse tipo de apoio.

A Covid-19 tornou as coisas ainda mais difíceis. “A vida é difícil. Ontem à noite eu me perguntei: ‘O que vamos comer amanhã? Como posso alimentar meus filhos?’. Mas Deus é ótimo. Esta manhã recebi a notícia de que as doações de vocês vieram trazer comida para viúvas como eu. Eu só posso agradecer a Deus”, disse feliz a viúva.

Graças ao seu apoio, mais de 400 famílias como a de Martha recebeu:

  • 50 kg de arroz
  • 100 kg de painço ou milho
  • um saco de sal
  • 15 garrafas de óleo de cozinha
  • 24 barras de sabão em um balde
  • Um envelope com dinheiro para outros itens essenciais

“Eu adoro a Deus. Ele fez algo … não sei como dizer. Ele causou o amor que vocês, cristãos de longe, têm por nós. É por isso que você nos trouxe esses presentes, que são muito especiais”, disse Martha.

O apoio da igreja livre de perseguição permitiu ajudar quase 400 famílias vulneráveis no norte de Camarões, incluindo viúvas com filhos e pastores que cuidam delas.

Yacoubou, um dos pastores, explicou por que essa ajuda é tão importante. “As pessoas estavam sobrecarregadas com dificuldades financeiras. Há falta de tudo. É difícil comprar ou cultivar alimentos suficientes, porque as pessoas não têm como ganhar dinheiro. Tudo está caro este ano; não é como antes. E não temos nem como comprar nada. As pessoas se sentem isoladas em seus problemas. Às vezes eles gritam. Não sabemos o que fazer”.

Mais gratidão

Para viúvas como Marie, isso salva vidas. “Absolutamente. Absolutamente. Essa comida vai me tirar da fome. Eu estou tão agradecida. De todo o coração, agradeço a todos aqueles que nos doaram isso … Hoje, pelo menos, nossas barrigas estarão cheias. Antes a gente não enchia, mas agora estar com a barriga cheia e é uma grande alegria”.

Estes são apenas alguns dos agradecimentos a Deus que capacita e toca a vida de irmãos e irmãs que são livres de perseguição a doar e se doar nesse momento.

Você também pode ajudar

A COVID-19 já afetou mais de 29 milhões de pessoas e causou quase um milhão de mortes em todo o mundo. Porém, uma das consequências da pandemia foi aumentar a vulnerabilidade de pessoas que já sobreviviam com muito pouco.

Em países da Lista Mundial da Perseguição 2020, os cristãos estão entre os mais necessitados, já que são boicotados pela comunidade e dificilmente conseguem um emprego para arcar com despesas básicas, como moradia e alimentação.

Irmãos e irmãs da Ásia, África e Oriente Médio clamam por socorro para conseguir sobreviver a essa crise mundial. Sabemos que toda a igreja global foi afetada pela COVID-19 de alguma forma, mas cremos que o que Deus tem nos dado diariamente pode ser multiplicado e usado, também, para suprir as necessidades dos cristãos perseguidos.

Ao doar para a campanha Um Com Eles  você permite que o socorro emergencial chegue até os cristãos que são excluídos da assistência dos governos e de instituições filantrópicas não cristãs. Por meio dela, famílias inteiras têm acesso a alimentos e itens de higiene, como sabão e água. Crédito: Portas Abertas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *