segunda-feira, julho 26Notícias Importantes
Shadow

Wilson Witzel

Moraes nega suspender processo de impeachment de Witzel

Moraes nega suspender processo de impeachment de Witzel

Alexandre de Moraes, Notícias, Política, STF, Wilson Witzel
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta segunda-feira, 5, um pedido da defesa do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), para que o processo de impeachment fosse suspenso. A defesa do governador afastado argumentou que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) não enviou a totalidade dos anexos da delação premiada de Edmar Santos, ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro. Ao analisar o pedido, Moraes entendeu que foi assegurado à defesa o acesso ao material remetido pelo STJ para o tribunal especial misto que julga o impeachment e que fazia referência a Witzel. “A garantia do exercício da ampla defesa somente alcança o acesso a provas que digam respeito à pessoa do investigado ou aos fatos diretamente a ele imputados, não autorizando...
No STF, Witzel pede para voltar ao governo do RJ

No STF, Witzel pede para voltar ao governo do RJ

Brasil, Notícias, Rio de Janeiro, STF, STJ, Wilson Witzel
O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar voltar ao poder. Para o político, em ação tornada pública nesta semana, seu afastamento não poderia passar de 180 dias. Por determinação da Justiça, ele está fora do cargo desde agosto do ano passado. Leia mais: “Moraes pede que a PGR se manifeste sobre o caso Gentili” Fora do comando do Rio de Janeiro desde 28 de agosto, Witzel aciona o STF no momento em que os mencionados 180 dias chegam ao fim. Ao alegar inconstitucionalidade na renovação do prazo, ele afirma que governadores denunciados ou investigados por crime comum não podem permanecer por mais de seis meses longe da função para a qual foram eleitos. “Equivocada e precipitadamente” “Como as Constituições da Repúblic...
Réu, Witzel defende-se de acusações: ‘processo penal duvidoso’

Réu, Witzel defende-se de acusações: ‘processo penal duvidoso’

Notícias, Política, STJ, Wilson Witzel
O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), usou o Twitter para se posicionar contra mais uma decisão do Poder Judiciário desfavorável a ele. Por meio do Twitter, o político definiu como “processo penal duvidoso” a ação aceita pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o transformou em réu pelos crimes de corrupção (ativa e passiva) e lavagem de dinheiro. “Infelizmente, o recebimento de denúncia criminal no Brasil ainda se faz com base no princípio do in dubio pro societate, permitindo-se um processo penal duvidoso e recheado de acusações falhas”, alegou Witzel. Assim, negou as acusações que recaem sobre ele no “Covidão” fluminense e colocou-se na condição de vítima. O integrante do PSC não pontuou, no entanto, ter sido derrotado por unanimidade no julgamento realizado n...
Agora réu, Witzel usa rede social para se defender de acusação de corrupção e posta vídeo em skate: ‘Não adianta, ele não cai’

Agora réu, Witzel usa rede social para se defender de acusação de corrupção e posta vídeo em skate: ‘Não adianta, ele não cai’

Notícias, Política, Wilson Witzel
Os ministros também votaram pelo afastamento de Witzel do cargo por mais um ano. Uma decisão do próprio STJ, afastou Witzel no fim de agosto por 180 dias, prazo que acabaria no fim deste mês. “Ocorre que esses processos causam desgastes irreparáveis de imagem. Anos depois, quando são julgados improcedentes e geram absolvição, a imagem do acusado está irremediavelmente prejudicada”, emendou. “Este é o caso da denúncia contra mim. Pela minha experiência como magistrado, é desta forma que avalio. Farei minha defesa com a certeza de que serei absolvido. Jamais pratiquei qualquer ato ilícito na minha vida. Este é um processo meramente político contra mim”, concluiu. Desdobramento da Lava Jato O governador afastado foi denunciado pelo Ministério Público Federal na operação ...
STJ torna Witzel réu por corrupção e prorroga afastamento até 2022

STJ torna Witzel réu por corrupção e prorroga afastamento até 2022

Justiça, Notícias, Rio de Janeiro, Wilson Witzel
Por unanimidade, a Corte Especial do STJ (Superior Tribunal de Justiça) aceitou nesta quinta-feira (11) a denúncia do MPF (Ministério Público Federal) contra o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, por organização criminosa. Com isso, Witzel se torna réu por corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A Corte Especial também decidiu por unanimidade prorrogar o prazo de afastamento de 180 dias por mais um ano. Ele não pode, por exemplo, manter contato com outros investigados. A denúncia foi apresentada pelo MPF no âmbito da operação Tris In Idem, deflagrada pela PF (Polícia Federal) em agosto do ano passado. A ação foi desdobramento da operação Placebo, que investiga corrupção em contratos públicos do Executivo do Rio de Janeiro. De acordo com o...
Mandetta é citado em ‘impeachment’ de Witzel

Mandetta é citado em ‘impeachment’ de Witzel

Brasil, coronavírus, Luiz Henrique Mandetta, Notícias, Wilson Witzel
Segundo depoimento do empresário Edson Torres, Iabas manteve contratos com o Estado do RJ após reunião com ex-ministro da Saúde O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta | Foto: Isac Nóbrega/PR Nesta quarta-feira, 13, o nome do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta foi citado em um dos depoimentos do processo de impeachment contra o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Segundo o empresário Edson Torres, em 2019 o Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) conseguiu manter seus contratos com o Estado depois de participar de uma reunião em Brasília entre o ex-ministro Mandetta, Edmar Santos, ex-secretário estadual de Saúde, e Roberto Bertholdo, advogado do Iabas. “No início de 2019, falávamos da incapacidade de gestão do Iabas no Adão Pereira Nunes, que seria n...
Tribunal suspende prazo para conclusão de ‘impeachment’ de Witzel

Tribunal suspende prazo para conclusão de ‘impeachment’ de Witzel

Impeachment, Notícias, Política, Wilson Witzel
Decisão é consequência da suspensão do depoimento do governador afastado do RJ pelo ministro do STF Alexandre de Moraes O governador afastado do RJ, Wilson Witzel | Foto: Agência Brasil O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Cláudio de Mello Tavares, que também preside o tribunal misto que julga o governador afastado Wilson Witzel, decidiu nesta segunda-feira, 28, suspender a contagem do prazo de 180 dias para  a conclusão do processo de impeachment, que terminaria em março. A decisão é consequência da suspensão do depoimento de Witzel pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, que determinou que o governador afastado só fosse ouvido após o recebimento da denúncia que tem por base a delação do ex-secretário de Saúde Edmar Santos. Moraes estabeleceu...
Impeachment de Witzel: presidente do TJRJ suspende prazos e processo não tem data para terminar

Impeachment de Witzel: presidente do TJRJ suspende prazos e processo não tem data para terminar

Justiça, Notícias, Rio de Janeiro, Wilson Witzel
Impeachment de Witzel: presidente do TJRJ suspende prazos e processo não tem data para terminar - Agora Notícias Brasil O governador durante uma visita ao hospital de campanha do Maracanã: unidades de saúde do estado ainda aguardam respiradores Foto: Rogerio Santana - Governo do Rio / Divulgação O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) suspendeu nesta segunda-feira (28) os prazos do processo de impeachment de Wilson Witzel, governador afastado do RJ. Com isso, não há data para que o julgamento seja encerrado. Inicialmente, o prazo era de 180 dias a partir de 5 de novembro, quando o processo de impeachment foi retomado no Tribunal Especial Misto. Porém, o depoimento de Witzel foi suspe...
RJ: acusado de corrupção, Witzel não consultou área técnica da Saúde

RJ: acusado de corrupção, Witzel não consultou área técnica da Saúde

Justiça, Notícias, Política, Rio de Janeiro, Wilson Witzel
A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES), quando ainda estava sob o comando do governador afastado Wilson Witzel, não consultou a área técnica da pasta para realizar licitações e contratações de organizações sociais (OS). Segundo testemunhas ouvidas hoje (28) pelo Tribunal Especial Misto no âmbito do processo de impeachment, o setor que deveria definir as especificações das contratações da pasta, soube pela imprensa de decisões como a compra de respiradores e a contratação de hospitais de campanha.  Witzel foi afastado do cargo por suspeita de atos de corrupção em contratos públicos do governo do Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), um dos principais mecanismo era o direcionamento de licitações de organizações sociais e a cobrança de um percentua...
Moraes suspende depoimento de Witzel no processo de impeachment

Moraes suspende depoimento de Witzel no processo de impeachment

Justiça, Notícias, Política, Rio de Janeiro, Wilson Witzel
BRASÍLIA – O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu o depoimento que o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, prestaria na próxima segunda-feira no Tribunal Especial Misto, que analisa seu processo de impeachment. Ele atendeu o pedido da defesa e determinou que o interrogatório só poderá ocorrer depois que os advogados de Witzel tiverem acesso a todos os documentos remetidos pelo Superior do Tribunal de Justiça (STJ), o que inclui a delação premiada do ex-secretário de Saúde do estado Edmar Santos. Moraes estabeleceu ainda que o próprio Edmar terá que ser ouvido antes de Witzel. Assim, não há previsão de uma nova data para o depoimento do governador afastado. De acordo com os advogados, o ex-secretário é peça chave no processo do impeachm...
× Como posso te ajudar?