segunda-feira, novembro 29Notícias Importantes
Shadow

Sinovac

CoronaVac: Anvisa apura denúncias de frascos com doses a menos

CoronaVac: Anvisa apura denúncias de frascos com doses a menos

Brasil, CoronaVac, Instituto Butantan, Notícias, Sinovac
Lotes da vacina contra a covid-19 CoronaVac podem ter sido entregues com a quantidade inferior à informada. É o que está apurando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A investigação começou ontem depois de denúncias de 15 Estados. O carregamento na mira dos peritos é referente a março e abril. Em nota, o Instituto Butantan negou falhas no envasamento do imunizante e atribuiu o problema à extração incorreta do conteúdo antes da aplicação. Próxima do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), a entidade tem parceria com a fabricante chinesa SinoVac, responsável pelo produto. “CoronaVac tem baixa eficácia, admite autoridade chinesa” -Publicidade- Integrantes de secretárias de saúde vêm relatando que as unidades da mercadoria chinesa possuem menos do que as 10 doses prevista...
CoronaVac tem baixa eficácia, admite autoridade chinesa

CoronaVac tem baixa eficácia, admite autoridade chinesa

Brasil, China, CoronaVac, coronavírus, Covid-19, Mundo, Notícias, Sinopharm, Sinovac
Gao Fu, diretor do Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), informou que as vacinas chinesas contra a covid-19 têm baixa eficácia. Hoje, o país possui dois imunizantes no mercado distribuídos a 22 nações: a CoronaVac (já em aplicação no Brasil) e a Sinopharm. Dessa forma, o Partido Comunista da China (PCC) avalia misturar os produtos de modo a aumentar o potencial das mercadorias. “As vacinas chinesas não têm taxas de proteção muito altas”, declarou o chefe do CDC, em uma coletiva de imprensa em Chengdu, realizada no sábado 10. “Está sendo formalmente avaliado se devemos usar diferentes vacinas de diferentes linhas técnicas para o processo de imunização”, acrescentou Gao Fu. No evento, representantes do CDC anteciparam à imprensa que o PCC está trabalhando no desenvolvimen...
Pazuello garante que não há atraso na importação de IFA para vacinas

Pazuello garante que não há atraso na importação de IFA para vacinas

AstraZeneca, CoronaVac, Eduardo Pazuello, Fiocruz, Índia, Instituto Butantan, Notícias, Política, Sinovac
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello em evento em Brasília | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quinta-feira, 21, que não há atraso na importação de insumos para a fabricação de vacinas contra a covid-19. Ele também garantiu que não existe nenhum problema político que esteja dificultando a chegada do IFA (Insumo Farmacêutico Ativo). Leia mais: “Vacina da Johnson & Johnson produz resposta imune” “O embaixador chinês colocou para mim que não há nenhuma discussão política ou diplomática no assunto e sim burocrática. Ele vai encontrar onde está este entrave e vai ajudar a destravar”, afirmou o ministro. Pazuello destacou que, pelos contratos, a próxima previsão de entrega do IFA para o Instituto Butantan é 10 de fevereiro e, para a Fioc...
Governo de SP diz que CoronaVac é eficaz, mas não divulga dados

Governo de SP diz que CoronaVac é eficaz, mas não divulga dados

CoronaVac, Destaque, Notícias, Sinovac, vacina
A pedido da farmacêutica chinesa Sinovac, estudos não foram apresentados à imprensa Diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas assegurou que a vacina chinesa é eficaz | Foto: Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo A CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, atingiu o “limiar de eficácia” necessária na terceira fase de testes clínicos, a última etapa que precisa ser concluída para o pedido de aprovação na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 23, pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, e pelo secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn. Leia também: “A supervacina” Os dados precisos de eficácia, entretanto...
Anvisa certifica fábrica da Sinovac na China, responsável pela produção da CoronaVac

Anvisa certifica fábrica da Sinovac na China, responsável pela produção da CoronaVac

Anvisa, China, Notícias, Saúde, Sinovac
A conclusão foi feita pela equipe da Anvisa e de observadores Instituto Butantan que viajou à China para inspecionar a produção da vacina da farmacêutica Sinovac. O grupo esteve no país entre 30 de novembro até 4 de dezembro para inspeção e reuniões com os executivos da empresa. Segundo a nota publicada no Diário Oficial, o Instituto Butantan enviou o plano de ação para Anvisa na quarta-feira (16). Já a conclusão da equipe técnica foi finalizada no último domingo (20). A autorização foi publicada 10 dias antes da previsão inicial definida pela agência. O certificado tem validade de dois anos e é um do pré-requisitos tanto para o processo de registro da vacina no Brasil, quanto para um eventual pedido de autorização para uso emergencial. Equipe inspetora da Anvisa e ob...
Butantan inicia produção da vacina chinesa com capacidade para 1 milhão de doses diárias

Butantan inicia produção da vacina chinesa com capacidade para 1 milhão de doses diárias

Butantan, Butantan vacina chinesa, CoronaVac, coronavírus, Covid-19, novo coronavírus, Sinovac, vacina chinesa
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE O Instituto Butantan, ligado ao governo do Estado de São Paulo, iniciou a produção da CoronaVac, candidata a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela chinesa Sinovac, e terá capacidade de 1 milhão de doses diárias do potencial imunizante, disse o governador paulista, João Doria (PSDB). Em entrevista coletiva na sede do instituto, Doria disse que a produção será feita com base em insumos recebidos pelo Butantan à Sinovac. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Doria, que nesta semana disse que a vacinação começará no Estado em 25 de janeiro, embora a candidata da vacina ainda não tenha sequer pedido de uso emergencial apresentado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), afirmou que, além de São Paulo, outros 11 Estados e mais 912 municípios entraram em c...
Farmacêutica diz que ainda não é capaz de determinar eficácia da CoronaVac

Farmacêutica diz que ainda não é capaz de determinar eficácia da CoronaVac

Anvisa, Destaque, Indonésia, Instituto Butantan, João Doria, Notícias, São Paulo, Sinovac
Bio Farma, da Indonésia, disse que é preciso aguardar os dados completos Chegada dos insumos da CoronaVac no Instituto Butantan | Foto: Governo do Estado de São Paulo A Bio Farma, farmacêutica estatal da Indonésia, disse nesta terça-feira, 8, que ainda não é possível determinar a eficácia da potencial vacina contra covid-19 desenvolvida pela chinesa Sinovac. A declaração ocorre pouco depois da própria Bio Farma anunciar que dados preliminares mostraram que o imunizante tem eficácia de até 97%. Leia mais: China culpa a Índia pelo surgimento do coronavírus Segundo a agência Reuters, a estatal indonésia afirmou que seu relatório preliminar sobre os estudos clínicos em fase 3 da vacina deve estar disponível em janeiro. Bambang Heriyanto, um representante da Bio Farma, disse que não é possível...
Sinovac subornou autoridades para aprovação de vacinas, diz jornal

Sinovac subornou autoridades para aprovação de vacinas, diz jornal

China, coronavírus, Covid-19, Mundo, Notícias, Sinovac
De acordo com o Washington Post, o CEO da empresa assumiu ter repassado mais de US$ 83 mil em propina para funcionário da agência reguladora chinesa Sinovac é uma das empresas que desenvolveu a vacina para a covid-19 Foto: Divulgação/Governo do Estado de são Paulo A empresa chinesa Sinovac, desenvolvedora da vacina para covid-19 que será produzida no Brasil em parceria com o Instituto Butantan, envolveu-se em casos de suborno ao governo chinês. A informação foi revelada nesta sexta sexta-feira, 4, em reportagem do jornal americano Washington Post. Leia também: “China omitiu e minimizou covid-19, revelam documentos” A publicação, baseada em registros de tribunais chineses, informa que o CEO da empresa, Yin Weidong, admitiu ter repassado mais de US$ 83 mil em propina para um funcionário da ...
Sinovac subornou autoridades chinesas para aprovar vacinas de 2002 a 2011, diz jornal

Sinovac subornou autoridades chinesas para aprovar vacinas de 2002 a 2011, diz jornal

Notícias, Saúde, Sinovac
SÃO PAULO – A empresa chinesa Sinovac, desenvolvedora da vacina para Covid-19 que será produzida no Brasil em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo estadual de São Paulo, envolveu-se em casos de suborno ao governo chinês. A informação foi revelada nesta sexta-feira (4) em reportagem do jornal americano Washington Post. Segundo a publicação, que teve acesso a registros de tribunais chineses, o fundador e CEO da empresa, Yin Weidong, admitiu ter repassado mais de US$ 83 mil em propina para um funcionário da agência reguladora chinesa, Yin Hongzhang, e também para sua esposa, entre 2002 e 2011. O caso foi julgado em 2016. Não há menção na reportagem a problemas ocorridos depois dessa data. Hongzhang foi condenado e preso em 2017, mas, devido a um acordo com a justiça chinesa, ...
Butantan: ‘trata-se de um acordo, e não de um contrato com Sinovac’

Butantan: ‘trata-se de um acordo, e não de um contrato com Sinovac’

Ciência e Tecnologia, Instituto Butantan, Sinovac
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE O Instituto Butantan rebateu na noite dests quarta-feira (11) a reportagem da CNN Brasil sobre o ‘acordo’ firmando entre a Sinovac, empresa responsável pela Coronavac, vacina desenvolvida pela parceria do Instituto Butantan. Conforme noticiou a emissora americana, o Governo de São Paulo, ‘assinou o contrato’, sem qualquer definição de valores ou da quantidade de doses a serem produzidas do imunizante. ‘Trata-se de um acordo, e não de um contrato’, rebateu o Butantan.Confira a nota do Butantan: CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE “Mais uma vez a CNN Brasil comete erros graves, equívocos e é imparcial em reportagens produzidas por sua equipe quando se trata do Instituto Butantan. O material exibido na noite desta quarta-feira (11/11) apresenta  a chamada no te...
× Como posso te ajudar?