sexta-feira, dezembro 9Notícias Importantes
Shadow

ministério da economia

Governo vai transferir unidades de conservação para empresas

Governo vai transferir unidades de conservação para empresas

economia, Jair Bolsonaro, Meio Ambiente, ministério da economia, Notícias
O Ministério da Economia vai transferir nove unidades de conservação para iniciativa privada. A medida foi publicada nesta quarta-feira, 14, no Diário Oficial da União. Técnicos do Programa de Parceria e Investimentos (PPI) informaram que empresas ficarão responsáveis pela execução de serviços públicos de apoio à visitação, à conservação, à proteção e à gestão” das áreas. “Os projetos trarão aumento do fluxo turístico nacional e internacional com consequente benefício para as regiões e para os municípios situados nas redondezas das mencionadas unidades de conservação, como a geração de emprego, renda e desenvolvimento socioeconômico, o aumento da arrecadação de impostos e a melhoria dos serviços prestados à comunidade local e aos visitantes”, informou o governo em nota. Ativos incluíd...
Governo ampliará verba de R$ 20 bi para vacinas, assegura Guedes

Governo ampliará verba de R$ 20 bi para vacinas, assegura Guedes

coronavírus, economia, governo federal, ministério da economia, Notícias, Paulo Guedes, Política
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira, 9, que o governo federal aumentará a verba destinada para vacinas no enfrentamento da pandemia de covid-19. O montante reservado para a aquisição dos imunizantes é de R$ 20 bilhões, mas, segundo o ministro, já há requisição para novos aportes. “São R$ 20 bilhões para compra de vacinas. Ainda não executamos a metade, mas há um pedido de aumento desse número. Não faltará recurso para a saúde”, assegurou o ministro, em evento virtual promovido pelo Bradesco. Durante a conferência, Guedes classificou a vacinação em massa como “a melhor política social, sanitária e fiscal no momento”. O ministro estimou, ainda, que a imunização em pessoas com mais de 50 anos pode ser concluída em até 4 meses — o que poderia, segundo ele, facilitar...
Gestora britânica de R$ 530 bilhões mantém otimismo com economia brasileira

Gestora britânica de R$ 530 bilhões mantém otimismo com economia brasileira

economia, mercado, ministério da economia, Notícias
Ao contrário de algumas análises catastróficas de parte do mercado em relação ao futuro da economia brasileira, a gestora britânica Ashmore, que tem sob gestão US$ 93 bilhões (cerca de R$ 530 bilhões) e é considerada referência mundial em mercados emergentes, segue otimista com o Brasil. Leia também: “Os avanços silenciosos”, reportagem de Silvio Navarro publicada na Edição 53 da Revista Oeste Em entrevista ao InfoMoney, Gustavo Medeiros, responsável pela área de pesquisa macroeconômica global e de mercados emergentes da empresa, traçou um cenário bem diferente daquele que vem sendo apresentado nos últimos meses por instituições como BlackRock, JP Morgan e Credit Suisse. Leia mais: “Guedes pede compromisso com ‘responsabilidade orçamentária’” “Toda parte negativa fundamental do Brasil...
Presidente do Conselho de Administração do Banco do Brasil renuncia

Presidente do Conselho de Administração do Banco do Brasil renuncia

economia, governo federal, Jair Bolsonaro, ministério da economia, Notícias, Paulo Guedes
O presidente do Conselho de Administração do Banco do  Brasil (BB), Hélio Magalhães, renunciou ao cargo. A informação foi confirmada pela própria instituição na noite de quinta-feira 1º. Ele havia sido indicado ao posto pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Leia mais: “Governo formaliza indicação de Fausto Ribeiro para presidir o Banco do Brasil” Além de Magalhães, outro integrante do conselho, José Guimarães Monforte, entregou seu cargo. Ambos deixam de fazer parte do órgão a partir desta sexta-feira, 2, informou o banco. Na carta de renúncia, Magalhães fez críticas ao que classificou como uma interferência do presidente Jair Bolsonaro na instituição ao indicar Fausto de Andrade Ribeiro, então diretor da BB Administradora de Consórcios, como novo presidente. Leia também: “Ministér...
Governo mantém estimativa de alta de 3,2% do PIB em 2021

Governo mantém estimativa de alta de 3,2% do PIB em 2021

economia, ministério da economia, Notícias, PIB, Produto Interno Bruto
Dados apresentados nesta quarta-feira, 17, no Boletim Macrofiscal divulgado pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia indicam que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil deve registrar um crescimento de 3,2% em 2021. Trata-se da mesma projeção feita anteriormente pelo governo. Leia mais: “Mercado eleva estimativa de inflação para 4,6% em 2021” Segundo a pasta, “as incertezas são elevadas com os desafios de enfrentamento à pandemia, mas deve-se considerar os indicadores no primeiro bimestre que apontam continuidade da recuperação da atividade econômica”. Para 2022, também foi mantida a estimativa de alta de 2,5%. Em relação à taxa de inflação, o governo elevou sua projeção de 3,23% para 4,4% em 2021.
Auxílio emergencial pode ficar para abril, afirma Guedes

Auxílio emergencial pode ficar para abril, afirma Guedes

auxílio emergencial, economia, ministério da economia, Notícias, Paulo Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que, embora o governo esteja trabalhando para volta do auxílio emergencial em março, a primeira parcela pode ficar para abril. O benefício deve vai variar de R$ 150 a R$ 375. Segundo ele, o Ministério da Cidadania está definindo a formatação do programa para decidir em que casos o beneficiário receberá o menor e o maior valor. Guedes disse que a renovação do auxílio só não saiu antes porque a política tem um tempo próprio. Leia mais: “PEC Emergencial é a maior reforma fiscal em 22 anos, afirma Ministério da Economia” “Não há disputa. Ninguém está fazendo política subindo em cadáver”, disse o ministro a um portal na internet. Para Guedes, as contrapartidas fiscais exigidas na PEC Emergencial são necessárias. “Um auxílio de R$ 600 não seria suste...
PEC Emergencial é a maior reforma fiscal em 22 anos, comemora Ministério da Economia

PEC Emergencial é a maior reforma fiscal em 22 anos, comemora Ministério da Economia

economia, Guedes, ministério da economia, Paulo Guedes, PEC Emergencial, PEC Emergencial Ministério da Economia, Política
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1 Em nota divulgada na sexta-feira (12), O Ministério da Economia comemorou a aprovação da PEC Emergencial e disse que a proposta representa a mais importante reforma fiscal em 22 anos. De acordo com o Ministério de Paulo Guedes, são as maiores mudanças na administração do orçamento desde a Lei de Responsabilidade Fiscal de 1999. A pasta afirmou que as medidas de corte de gastos obrigatórios exigidas como compensação para a recriação do auxílio emergencial estabelecem o compromisso com o equilíbrio das contas públicas e devem se traduzir em mais investimentos e emprego no futuro. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2 “Com responsabilidade fiscal e social, o Brasil atrairá investimentos que impactam diretamente na geração de emprego e renda das famílias”, dest...
PEC Emergencial preserva incentivos para informática, diz Ministério da Economia

PEC Emergencial preserva incentivos para informática, diz Ministério da Economia

economia, ministério da economia, Notícias, PEC Emergencial
O Ministério da Economia informou que a PEC Emergencial não vai impactar benefícios fiscais para o setor de informática, que estão previstos até 31 de dezembro de 2029. Em nota, a pasta afirmou que a Lei de Informática está “em completa consonância” com o previsto na proposta. O segmento ficou temeroso já que o texto da PEC estabelece o envio de um plano de redução de incentivos até seis meses após a promulgação da emenda à Constituição. Leia mais: “EMPRESAS DE TECNOLOGIA FIRMAM NEGOCIAÇÃO DE R$ 2 BI” “Os benefícios concedidos pela Lei da Informática serão preservados no plano de redução dos incentivos a ser encaminhado ao Congresso”, garantiu a equipe econômica na terça-feira 9. Nos últimos dias, empresas do setor de informática e universidades federais expressaram preocupação, entendendo...
Governadores e prefeitos deram reajuste ilegal a servidores

Governadores e prefeitos deram reajuste ilegal a servidores

ministério da economia, Notícias, Paulo Guedes, Política
O Distrito Federal, seis Estados e 54 municípios concederam reajuste, bônus ou gratificação ao funcionalismo público e à cúpula do Executivo e do Legislativo. É o que informou o Ministério da Economia em nota técnica obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo. As medidas, porém, são irregulares porque está em vigor a lei complementar 173 que proíbe tais benefícios. Ao todo, são 99 violações praticadas por governadores, prefeitos e assembleias, incluindo nomeações para novos cargos. Em alguns entes federativos, há mais de uma violação. “União pagou R$ 1,3 bilhão de dívidas de Estados em fevereiro” A pesquisa foi feita pela Coordenação-Geral das Relações e Análise Financeira dos Estados e Municípios do Tesouro. Como exemplos, os técnicos citam a cidade de São Paulo, que aprovou, em de...
‘Brasil é o inferno dos rentistas e o paraíso dos empreendedores’, afirma Guedes

‘Brasil é o inferno dos rentistas e o paraíso dos empreendedores’, afirma Guedes

economia, ministério da economia, Notícias, Paulo Guedes
Em entrevista concedida ao economista-chefe do banco de investimentos BTG Pactual, Mansueto Almeida, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Brasil é, atualmente, “o inferno dos rentistas e o paraíso dos empreendedores”. O avanço das reformas estruturais, segundo Guedes, favoreceu a criação de um cenário econômico mais próspero no Brasil. “Primeiro, conseguimos [aprovar] a reforma da previdência; depois, começamos a desalavancar [ou seja, deixar de incentivar] os bancos públicos, para mudar a política monetária fiscal e garantir juros baixos”. De acordo com ministro da Economia, esse conjunto de medidas abriu um horizonte novo na economia brasileira, tendo em vista que 1 milhão de empresas foram abertas ao longo de 2020, não obstante a pandemia de covid-19. “Neste ano, apesar d...
× Como posso te ajudar?