terça-feira, dezembro 1Notícias Importantes
Shadow

Brasileiros vivem terror no México em meio ao furacão

A advogada Fernanda Mara Henriques Gomes Cortez Toledo, 37 anos, e o engenheiro Luciano Cortez Toledo, 45, viajaram para celebrar a lua de mel em Cancún, no México. Mas, no primeiro dia na cidade, os brasilienses foram retirados do hotel e levados para um abrigo por causa do furacão Delta, que atingiu a escala 4 de intensidade, com ventos acima de 209 km/h. A informação é do Correio Brasiliense.

Uma reunião com todos os hóspedes também foi marcada no lobby do hotel. Após o encontro, foram ao abrigo. “Além do furacão ser de escala 4 (numa escala máxima de 5) e nos assustar aqui, ainda temos a problemática da covid-19, porque no abrigo está todo mundo do hotel”, conta a recém-casada. “O México é um dos únicos destinos abertos na época da pandemia, então muitos turistas aproveitaram para fugir um pouco para cá”, afirma.

A advogada conta que eles nem pensaram sobre a possibilidade de furacão. “Não sabíamos. Na realidade, não nos tocamos sobre isso… Como é algo que não ocorre no Brasil, nem passou por nossos pensamentos algo assim. Até que nos vimos dentro da situação aterrorizante”, conta.

“É surreal! Estamos sem luz, sem ar condicionado. Muito quente no abrigo. Abafado! Passei mal aqui e agora me colocaram num sofá em local mais arejado. O médico mandou eu me hidratar e ficar em local mais arejado”, detalha. A previsão é que eles sejam liberados ainda nesta quarta-feira (7/10), mas o casal não poderá sair do quarto porque o Furacão Delta segue atuando na região, podendo mudar de curso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *