quarta-feira, maio 22Notícias Importantes
Shadow

Após fala de Eduardo, Embaixada chinesa faz ameaça: “vão arcar com as consequências negativas”

A embaixada da China no Brasil reagiu Ás declarações do Dep. Federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, acerca da tecnologia 5G.

Em uma postagem realizada nas redes sociais, o parlamentar afirmou que “o governo Jair Bolsonaro declarou apoio à aliança Clean Network, lançada pelo governo Donald Trump, criando uma aliança global para um 5G seguro, sem espionagem da China”.

“Isso ocorre com repúdio a entidades classificadas como agressivas e inimigas da liberdade, a exemplo do Partido Comunista da China”, disse Eduardo Bolsonaro” — acrescentou.

A embaixada chinesa classificou as declarações do parlamentar brasileiro como sendo “infundadas” e “inaceitáveis”, além de acusá-lo de seguir “os ditames dos Estados Unidos de abusar do conceito de segurança nacional para caluniar” o país asiático e cercear as atividades de empresas chinesas.

Os representantes do gigante asiático no Brasil também subiram o tom e fizeram uma declaração que pode ser sub-entendida como uma ameaça à ala mais radical do bolsonarismo.

“Instamos essas personalidades a deixar de seguir a retórica da extrema direita norte-americana, cessar as desinformações e calúnias sobre a China e a amizade sino-brasileira, e evitar ir longe demais no caminho equivocado, tendo em vista os interesses de ambos os povos e a tendência geral da parceria bilateral. Caso contrário, ‘vão arcar com as consequências negativas’ e carregar a responsabilidade histórica de perturbar a normalidade da parceria China-Brasil” — declarou a embaixada chinesa.

[embedded content]

× Como posso te ajudar?