segunda-feira, junho 27Notícias Importantes
Shadow

Após 23 mortes na Vila Cruzeiro, vídeo de corpos de outra ação do Bope circula nas redes sociais – Extra

Após ação da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que resultou na morte de 23 pessoas na Vila Cruzeiro, na Penha, na última terça-feira (24) — a segunda mais letal da história do estado do Rio —, um vídeo de uma outra operação conjunta das duas polícias, realizada em fevereiro deste ano, voltou a circular nas redes sociais. Na gravação, feita por um policial militar do Batalhão de Operações Especiais (Bope), ele aparece narrando, após o que teria sido um confronto, e mostrando ao menos oito corpos espalhados por uma rua que seria no alto da comunidade. A PM confirmou que o vídeo foi feito por um agente e disse que ele foi afastado das atividades operacionais pela conduta. Naquela operação, oito homens foram mortos. Além da apreensão de sete fuzis, quatro pistolas, 14 granadas e 72 quilos de pasta base de drogas.

Segunda operação mais letal do Rio: Polícia divulga número oficial de 23 mortos em operação na Vila Cruzeiro; dados anteriores foram passados pelas secretarias de Saúde

Vila Cruzeiro: Especialistas em Segurança Pública criticam operação

Mudanças no quadro: PM trocou 96 policiais da UPP da Vila Cruzeiro no dia da operação que deixou 23 mortos na favela

Na gravação ele é orientado por um outro policial que pede para ele mostrar os corpos espalhados pela rua, ao lado de motos caídas e de carros abandonados, alguns com as portas abertas. O homem que faz a gravação diz: “Olha o cenário de Alfa de Guerra”. Ao fundo é possível escutar: “Alfa I e PRF”. O homem que grava as imagens destaca: “Alfa de Guerra e PRF, na Vila Cruzeiro”. Ao descrever a cena ele vai mostrando os corpos caídos, na rua e na calçada, e diz: “Vamos ganhar”.

Ação na Penha: MPF abre investigação para apurar operação policial

No vídeo é possível ver muito sangue espalhado pelo chão e o militar comemorando: “Alfa de Guerra e PRF, olha o estrago”, destaca. Durante todo o tempo, o homem destaca que as “polícias unidas só ganha”.

Nas imagens também é possível ver que vários carros que estavam estacionados na rua foram alvejados e tiveram seus vidros estilhaçados. Em alguns, na mala ou na caçamba é filmado o que seriam drogas, em embalagens azuis.

Lucros do crime: Carros de luxo chamam atenção entre veículos apreendidos durante ação realizada na Vila Cruzeiro

O porta-voz da Polícia Militar, o tenente-coronel Ivan Blaz, confirmou a veracidade das imagens e informou que foi um policial militar do Bope que filmou os mortos. Entretanto, o oficial destacou que “ele foi afastado das atividades operacionais e uma perícia da Polícia Civil foi realizada no local onde estavam os corpos”.

— (De fato) Esse vídeo é de uma operação anterior, em fevereiro, na Vila Cruzeiro. O policial que gravou o vídeo foi afastado das atividades operacionais. Aquele local onde os corpos estavam foi preservado e periciado pela Delegacia de Homicídios da Capital — disse o porta-voz da corporação.

Operação Mercenários: Conheça os alvos da operação do MP; secretário da PM troca o comando do batalhão de Caxias

Segunda operação mais letal do estado do Rio

Na última terça-feira (24), a Polícia Militar do Rio e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagraram a operação na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, para prender chefes da maior facção criminosa do estado e suspeitos vindos de outros estados que estariam escondidos na região. De acordo com a PM, a operação estava sendo planejada havia meses, mas foi realizada de modo emergencial para impedir uma suposta migração para a comunidade da Rocinha, na Zona Sul.

Durante a ação, mais de 20 pessoas morreram, entre elas está a cabeleireira Grabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, que foi atingida a cerca de 300 metros da favela da Chatuba, vizinha à Vila Cruzeiro. A ação é considerada a segunda mais letal da história do Rio, atrás somente da ação no Jacarezinho, de maio de 2021, que resultou em 28 mortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?