domingo, maio 29Notícias Importantes
Shadow

Ações contra Lula podem prescrever, alerta Dallagnol

O procurador Deltan Dallagnol afirmou que enxerga “reais chances de prescrição” nos processos que envolvem o ex-presidente Lula. A declaração veio depois de o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin anular as sentenças proferidas contra o petista — na prática, ele se tornou elegível. Dallagnol defendeu a consistência das provas apuradas pela força-tarefa da Operação Lava Jato e alertou para os “retrocessos no combate à corrupção”.

“Processos envolvendo o ex-presidente serão retomados em breve em Brasília, mas com reais chances de prescrição. Várias questões serão rediscutidas nos tribunais. Nada disso, contudo, apaga a consistência dos fatos e provas, sobre os quais caberá ao Judiciário a última palavra”, escreveu o procurador no Twitter. Crimes de corrupção, como os de que Lula é acusado, prescrevem em 16 anos. Como o petista tem mais de 70 anos, esse prazo cai pela metade.

Depois de falar sobre a decisão de ontem, Deltan fez um comentário sobre medidas, como o fim da prisão em segunda instância, que, em sua opinião, atacam o legado da Lava Jato: “Precisamos discutir essas amplas mudanças em curso (e aqui não falo mais do caso concreto) para decidir se queremos ser o país da impunidade e da corrupção, que corre o risco de retroceder vinte anos no combate a esse mal, ou um país democrático em que impere a lei”, escreveu, no Twitter.

Leia também: “A operação que mostrou que todos são iguais perante a lei”, reportagem publicada na edição n° 21 da Revista Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?